...

B. O. ANIMAL

Página de Registros, o Blog B.O.Animal ajuda a denunciar e arquivar casos testemunhados por Protetores e Simpatizantes da Causa Animal para não se deixar esquecer dos agressores (nem sempre punidos) e cúmplices de maus tratos e ocultação da verdade. Além de oferecer matérias importantes e interessantes sobre a vida animal, saúde, idade, alimentação, receitas caseiras, tirando dúvidas entre leitores sobre tratamentos e socorros!

Demos o primeiro passo, buscamos apoio e lutamos por Justiça às Vítimas, fatos que foram testemunhados e registrados por Protetores e Simpatizantes da Causa Animal são divulgados e arquivados, não conheceríamos os três maiores criminosos de outra forma: CAMILA CORREIA, DALVA LIMA DA SILVA e CLÁUDIO CÉSAR MESSIAS.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Caso yorkshire: Enfermeira Camila dá entrevista de costas


"Sofro ameaças de morte o tempo todo", diz
enfermeira que espancou cachorro

Mulher prestou depoimento na manhã desta terça-feira em Formosa (GO)
Do R7


Pela primeira vez depois que espancou o seu filhote da raça da yorkshire a enfermeira Camila de Moura admitiu que se arrepende do que fez e relatou que sofre "ameaças de morte o tempo todo". Ela prestou depoimento na manhã desta terça-feira (20) em Formosa (GO).

- Fiquei nervosa que a cachorrinha tinha feito coco e xixi em tudo. Não tive noção do que eu estava fazendo. Foi um fato isolado. Estou arrependida.

Segundo Camila, ela não "apareceu antes" porque estava com medo. Ao R7, o advogado de Camila, Gilson Sahad, disse que por causa das ameças, a cliente está sob proteção policial e precisou deixar a casa onde vive. 

O delegado responsável pelo caso, Carlos Firmino, afirmou que Camila confessou o crime e disse que não tinha raiva do animal. 


- Ela demonstrou que não sentia a gravidade do fato. Na cabeça dela, não foi considerado algo grave. A Camila disse que estava corrigindo o animal.  

Ainda de acordo com Firmino, policiais militares que recolheram o cachorro depois de ele morrer serão convocados a prestar depoimento. 

- Foi uma situação isolada. No depoimento, ela justificou que eles haviam saído para um restaurante e, quando retornaram, o cachorro tinha sujado a casa. Foi uma situação isolada, impensada. A cachorra era bem cuidada inclusive por veterinário.

Entenda o caso 

A enfermeira Camila de Moura é investigada por espancar o seu cão da raça yorkshire, de cerca de cinco meses, na frente da filha pequena em Formosa (GO). As cenas foram gravadas por um vizinho no dia 13 de novembro e vazaram na internet. O cão morreu dois dias após sofrer os maus-tratos.
A Polícia Civil da cidade passou a investigar o caso. A enfermeira prestou depoimento disse que estava estressada com o cachorro. Ela pediu para responder apenas por crime ambiental. Na investigação policial, constam também os relatos de alguns vizinhos, que dizem que o cachorrinho já havia sido agredido pela dona outras vezes. Por estar colaborando com a polícia, ela não foi autuada em flagrante e deverá responder ao inquérito em liberdade.
Assista à entrevista:


Nota:

Entrevista de costas? 
Caso ela esteja tentando esconder o rosto não há motivo algum, uma vez que suas fotos de perfil estão expostas à público e até de costas é facilmente reconhecida, o Brasil conheceu Camila Corrêa de costas nas filmagens, lembranças que nunca sairão da mente de quem se comoveu de verdade, chorou e revoltou ao assistir os últimos e sofridos dias de Lana (yorkshire violentamente assassinada), que buscava se esconder, molhada e trémula no piso frio e escorregadio, quase sem forças e sem entender o que havia acontecido que não parava de ser machucada por quem deveria protegê-la e a quem ela seria fiel a vida inteira!

Página no Twitter: 

Camila afirma que não possui mais nenhum contato na internet. E o Twitter em seu nome que antes postava ironias e agora posta arrependimentos? E mais...
                 "Sofro ameaças de morte o tempo todo" , onde, se está escondida e disse não ter contato nenhum? Parece mais uma mentira a ser anexada em sua Depressão repentina com sintomas de crueldade, sim, pois o depressivo de verdade em casos graves, sente que sem ajuda não resistirá e toda a família busca ajuda imediatamente, perde completamente a vontade de viver, de reagir e isso é insuportável. E não tenta matar ninguém que não seja a si mesmo! 

Acredite: Camila é casada com um médico e ela é uma enfermeira!


Punição:

Pena Máxima, é que assassinos merecem, é o um alívio que a população brasileira aguarda, Justiça, nada mais!


11 comentários:

  1. Sabe o que acho engraçado,
    Geralmente quando não sabemos o que fazemos se estamos "doentinhos da cabeça", geralmente n]ao demonstramos tanta calma num ato tão insano e nojento destes. Parecia que ela bebia água quando espancava o cachorro e deveria ser o mesmo quando deixava a coitadinha com fome e a espancava dias antes conforme dito por vizinhos, interessante esta doencinha dela, né? E na entrevista estava NUMA PREOCUPAÇÃO em dizer que "tal situação ou assunto" ja estava nos autos.
    Oras, quando falamos de algo tão pessoal NÃO PRCISA-SE RESSLTAR QUE ESTÁ OU NÃO NOS AUTOS POEQUE NINGUÉM MENCIONOU AUTOS E SOM O QUE ELA PENSAVA...TISC TISC

    ResponderExcluir
  2. RESPONDER EM LIBERDADE? Cadê a justiça? Se o réu diz uma coisa e as testemunhas outra porque não prendem de uma vez? Um corretivo desse tipo é crime até em crianças! E agora vem chorar? Cadê Deus nessa hora pra punir uma crueldade dessas? Cadê o diretor do Hospital que ela trabalha pra colocá-la na rua? Certeza que ela vai fazer isso com uma pessoa por estar passando por um "péssimo" dia! Carlos Firmino PRENDE ELA LOGO e sim deve responder por causa da criança também! Ou ela será igual a essa vagabunda!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Bib's,desculpa,mas a frase sua,Cadê Deus nessa hora pra punir uma crueldade dessas?entenda que Deus não castiga ninguém,ele nos da o livre arbítrio,tudo o que fazemos aqui um dia pagaremos,são as leis de Deus! a dos homens falha,mas a justiça divina não!!

    ResponderExcluir
  5. ela não está arrependida coisa nenhuma, ela está é com medo e agora quer dar uma de coitadinha, vc é um monstro uma assassina, e pode ter certeza que se fará justiça de uma forma ou de outra, é só vc aguardar chega de impunidade nesse país sem lei

    ResponderExcluir
  6. Se por um acaso a justiça acreditar no arrependimento fingindo dessa péssima enfermeira, é bom que se acabe com a justiça no Brasil, não acredito que alguém tenha coragem de permitir que essa mulher aplique injeção em seus filhos ou cuide de seus doentes, ela é uma psicopata, gostaria que ela sentisse na apele o que o cãozinho sofreu, vi as imagens e fiquei chocada, que a justiça tire dela e do marido o direito de conviver com a filha, aliás, que tipo de médico é o marido dela, igual ou pior?

    ResponderExcluir
  7. LANA PARA SEMPRE: LUTA E LUTO PELA CADELINHA LANA
    http://lanaparasempre.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Só mesmo um advogado imbecil e cretino orientaria sua cliente a dar depoimentos que agridem a inteligência do mais idiota dos seres humanos. Mas isso não vale para delegados, que são ainda mais estúpidos (ou levaram algum dinheiro...) pra dizer que "foi um fato isolado".
    Esse mulher deveria ter medo sim, pelo resto de sua vida. Quem me dera morar na região... Ela teria medo de virar um esquina pro resto da vida (que espero que seja longa e de muito sofrimento).

    ResponderExcluir
  9. esta merda de profissao nao tem um conselho pra punir esta desgraçada. Como uma pessoa psicopata dessa pode ser enfermeira?

    ResponderExcluir
  10. Como o Away disse,essa filha da puta deveria ser jogada pros pitbulls rasgarem ela todinha.Camila Correa, sua nefasta, o Brasil quer ver suas tripas, sua demente de merda.

    ResponderExcluir
  11. Mas o que aconteceu com essa desgraçada afinal? Como ta o caso? Isso não pode cair no esquecimento e esse demonio tem q pagar caro. Uma bruxa dessas tem q morrer na fogueira ou puxar uns anos de cana. As detentas vão lavar o cabelo dela na privada todo dia.

    ResponderExcluir