...

B. O. ANIMAL

Página de Registros de Denúncias, Notícias e Informações da Causa Animal.

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Cláudio Messias falta a Julgamento - Caso cão Lobo


Mecânico falta e julgamento do caso Lobo é adiado para segunda

Advogado de defesa alegou que dono do cão está com medo de sair de casa por causa de ameaças

30/11/2011 - 17:50






O julgamento do mecânico Cláudio César Messias, dono do cachorro Lobo, morto após ser arrastado por quase 1km, foi adiado depois de uma pequena sessão realizada nesta quarta-feira (30) envolvendo o Juiz do Juizado Especial Criminal (Jecrim) Ettore Geraldo Avolio, o Promotor de Justiça Fábio Salem Carvalho e o advogado de defesa de Messias, José Silvestre da Silva. O novo encontro será nesta segunda-feira (5), às 15h, no Fórum de Piracicaba.
O motivo do adiamento foi a ausência do mecânico. Segundo Silvestre, seu cliente está com medo de sair de casa, já que vem recebendo muitas ameaças. “O celular dele está com a polícia técnica para averiguar quem são as pessoas que estão o ameaçando. Por este motivo, ele não quer andar pela rua, com receio de ser linchado”, afirma.
Diante deste posicionamento, Avolio pediu a mudança da data e fez o requerimento uma escolta policial para trazer o dono do cão no julgamento da próxima semana. “Achei que não valeria a pena discutir a justificativa. Seria melhor resignar a audiência  e retirar aquele que seria obstáculo dado pela defesa”, afirma o juiz.
O advogado de defesa também questionou a rapidez com que o caso foi levado a julgamento. “Ele foi condenado antes de qualquer averiguação. Essa audiência está acontecendo antes do resultado do laudo. É como trocar uma tartaruga por uma Ferrari”, compara Silva. Segundo Avolio, o procedimento está correto. “O advogado insiste na presença do laudo, como prova.  Este resultado não altera o crime. Só muda se a pena vai aumentar ou não. O crime já está prescrito dentro do código ambiental”, explica.
A promotoria pede como pena o pagamento de dois salários mínimos e 120h de prestação de serviços ao Canil Municipal.



Tratamento do Lobo  
A presidente da ONG Vira-Lata Vira-Vida, Miriam Miranda, também acompanhou a sessão.  Ele entrou com uma ação cível para cobrar de Messias o que foi gasto durante a internação do cachorro em clínica veterinária particular. Segundo o documento, o mecânico teria que pagar um valor de R$ 7.5 mil.



“A pena é muito pequena para o crime que ele cometeu e não tem o que a gente fazer enquanto o código ambiental não for mudado. Queremos então que pelo menos ele arque com os gastos do tratamento”, afirma Miriam.




Repercussão do caso: Cão arrastado na Paraíba


Cão arrastado na Paraíba aguarda adoção em clínica veterinária

Animal foi arrastado por 700m com saco na cabeça em rua da capital.
ONG aguarda contato de pessoas que desejem adotar o cachorro.


naê TelesDo G1 PB
Cão arrastado na Paraíba é resgatado (Foto: Inaê Teles/G1)

Lino foi resgatado nesta terça-feira (29) e aguarda adoção em um clínica veterinária de João Pessoa (Foto: Inaê Teles/G1)
Após um bom banho e muito carinho, Lino, o vira-latas arrastado por cerca de 700m em uma rua de João Pessoa, agora recebe cuidados em uma clínica veterinária e aguarda adoção. O animal foi resgatado nesta terça-feira (29) por Michelle Oliveira, que é integrante da Associação de Proteção Animal Amigo Bicho.
Um cinegrafista amador flagrou um homem arrastando o cão por uma rua asfaltada em João Pessoa na segunda-feira (28). O animal estava sendo puxado por uma corda e ainda tinha um saco plástico fechado na cabeça que impedia a respiração. Michelle viu as fotos da agressão no G1 e resolveu ir até o local para cuidar do animal. “Fiquei estarrecida com o que vi e hoje fui até lá para pegá-lo”, disse.
No bairro, uma moradora também ficou sensibilizada com a situação do vira-latas. “Eu vi quando ele veio até a minha porta procurando comida. Então dei ração e água. O bichinho estava muito machucado. Ajudei porque tive pena”, disse Letícia Alves que prestou os primeiros socorros ao cão.
Cão arrastado na Paraíba é resgatado (Foto: Inaê Teles/G1)
Letícia Alves alimentou Lino enquanto ele estava
na rua (Foto: Inaê Teles/G1)
Letícia contou que logo em seguida Michelle apareceu na sua porta procurando pelo cachorro. Com a ajuda de outros moradores o animal foi resgatado e levado até uma clínica veterinária. “Ele estava com medo e acabou tentando morder a gente, mas um morador colocou uma luva e conseguiu pegá-lo”, disse Michelle.
O veterinário Eclenilson José explicou que o animal tomou um banho com antisséptico e também passou por exames. “Foi constatado que o cão está com sarna, várias escoriações que podem ter sido provocadas pela agressão e ainda diversas mordidas de pulgas pelo corpo. Ele está muito assustado e a princípio não tem calazar”, segundo o veterinário. Dentro de dez dias deve sair o resultado do exame que identifica se o animal tem calazar.
Michelle afirmou que quer punição para o homem que foi flagrado arrastando o cão. “Se ele não for preso vai acabar fazendo isso com outros animas ou até pessoas. Existem leis contra maus-tratos”, disse.
Cão arrastado na Paraíba é resgatado (Foto: Inaê Teles/G1)
Michelle com Lino após o resgate
(Foto: Inaê Teles/G1)
De acordo com Michelle, até as 17h (horário local) apenas uma pessoa entrou em contato com a ONG interessada em adotar o cão, que foi batizado por ela com o nome de Lino. As pessoas que quiserem adotar o animal devem entrar em contato pelo telefone (83) 8721-3149.
Michelle trabalha voluntariamente resgatando cães debilitados que ficam nas ruas de João Pessoa. Os integrantes da ONG levam os cachorros para serem tratados em clínicas veterinárias e depois levam para suas casas para os animais serem adotados. “Não tem preço. Eu fico feliz”, disse.
Flagra

Em contato com o G1, o cinegrafista amador que flagrou a ação contra o cão disse que quando rasgou o saco plástico viu o animal desmaiado e tentou ligar para policia. Ele explicou que não era trote, mas nenhum policial esteve no local. Somente após sua abordagem o agressor foi embora deixando o cão para trás.

Um cinegrafista amador flagrou um homem arrastando um cachorro pelo asfalto no bairro de Jaguaribe, na capital. O animal que foi arrastado por aproximadamente setecentos metros amarrado a uma corda e com a cabeça enrolada em um saco de plástico, estava ma (Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal)Lino foi arrastado com um saco na cabeça por cerca de 700m em uma rua de João Pessoa (Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal)
Leia matéria passada:

Cão arrastado com saco plástico na cabeça é resgatado

http://boanimal.blogspot.com/2011/11/cao-arrastado-com-saco-plastico-na.html

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Cão arrastado com saco plástico na cabeça é resgatado


29/11/2011 
Do G1 PB

Cão é arrastado no asfalto por vários metros na capital da Paraíba

Animal foi arrastado por aproximadamente setecentos metros no asfalto.
Cão estava amarrado a uma corda e tinha um saco plástico na cabeça.

Um cinegrafista amador flagrou um homem arrastando um cachorro pelo asfalto no bairro de Jaguaribe, na capital. O animal que foi arrastado por aproximadamente setecentos metros amarrado a uma corda e com a cabeça enrolada em um saco de plástico, estava machucado e sangrando. O agressor não foi identificado e disse ao cinegrafista que estava levando o cachorro para a carrocinha. (Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal)
Um cinegrafista amador flagrou um homem arrastando um cachorro pelo asfalto no bairro de Jaguaribe, na capital. O animal que foi arrastado por aproximadamente setecentos metros amarrado a uma corda e com a cabeça enrolada em um saco de plástico, estava machucado e sangrando. O agressor não foi identificado e disse ao cinegrafista que estava levando o cachorro para a carrocinha. (Foto: Divulgação/Deusemar Chaves).
NOTÍCIAS SOBRE ESTE CASO:  Protetores no Facebook: http://www.facebook.com/photo.php?fbid=190375764382595&set=o.246173725426437&type=1&theaterAlice Brito: Amigos dos animais, pessoas sensíveis à causa animal, este caso causou repercussão nacional e está sendo exibido nos telejornais. Recebemos ligação de pessoas do Rio de Janeiro interessadas em saber sobre esse caso.

Informo que este cão já foi resgatado e está no CMV (Centro Médico Veterinário). Ele está machucado vai precisar de toda ajuda que pudermos oferecer. A protetora Michelle Cristina Oliveira em breve vai nos dar mais detalhes sobre como ele está e postar fotos que tirou dele.

Será também acionado o Delegado de Crimes Ambientais, Dr.Farias, que esteve ontem reunido conosco na pousada Maré Alta, se mostrando disposto a colaborar com a causa animal, para que os autores de crueldades contra animais recebam as punições previstas na lei.




União contra "SILVIO KOERICH"


Protesto contra Apologia ao Crime



Este blog titulado de  WWW.SILVIOKOERICH.COM ou WW.SILVIOKOERICH.ORG permanece em atividade e por todos os dias com novas postagens que barbarizam a sociedade em todos os sentidos:

Além das palavras de baixo calão em massa, textos que denigrem a imagem da mulher e incentiva a violência e estupro à mesma, Pedofilia, Racismo e Homofobia, ainda descrevem a Prática de Maus tratos contra Animais e Desrespeito ao Idoso! Contém Diário de Histórias que acabam por pregar o Ódio e uma enorme sensação de Impunidade!

Há Denúncias sobre este site do ano de 2009 e relatos de internautas revoltados com o retorno da página em 2010.
As novas atrocidades chegaram a revoltar leitores que antes participavam do site quando ele ainda era "somente" machista!
É incrível a luta dos integrantes do grupo Silvio Koerich para manterem seus crimes no ar. Informações sobre a hospedagem do site fora do país para dificultar a investigação e retirada provam o esforço dos internautas que trabalham em busca de punição e respeito ao próximo!

Vamos chamar a atenção juntos contra estes Psicopatas. Continuaremos denunciando no:


crime.internet@dpf.gov.br
Envie o abuso ao provedor deles: ec2-abuse@amazon.com  


PARTICIPE DA CAMPANHA NO FACEBOOK: 











http://www.silviokoerich.org/ 2011/11/21/faca-voce-mesmo- estupre-e-mate-uma-mulher














Algumas comunidades já foram denunciadas e excluídas. Mas novas comunidades estão sendo criadas no Orku.
Páginas Twitter e outras redes sociais permanecem ativas. O Facebook também já foi alvo!

Leia matéria passada:

Blog faz Apologia à Crimes contra Animais e Pessoas