...

B. O. ANIMAL

Página de Registros de Denúncias, Notícias e Informações da Causa Animal.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Caso Yorkshire - Internautas contactam Ministério Público

Em uma última tentativa de se fazer acontecer Justiça neste País, internautas pedem a colaboração de todos, assim como no dia em que foi divulgado o violento vídeo na internet, de tortura e morte do cão da raça yorkshire, Lana, como era chamada, para que se chegasse à mídia.

Segue abaixo:

"Ministério Público é a nossa última chance!
ATENÇÃO, PESSOAL!!! O inquérito deve ser finalizado em 10 dias. Depois 
disso, será remetido ao Ministério Público. É com o MINISTÉRIO PÚBLICO 
que temos que conversar agora!!!! Vamos telefonar, mandar e-mail para 
que o MP:
1 - Apresente denúncia
2 - Não proponha substituição de pena por cesta básica e prestação de serviços à comunidade, e sim DETENÇÃO
3 - Peça a pena máxima (3 anos e meio)
4 - Represente pela perda da guarda da criança perante o Juizado da Infância e Juventude
5 - Represente pela cassação da licença de enfermeira perante o COREN

O MP é nossa última chance!!!! http://www.mp.go.gov.br/http://www.mp.go.gov.br/

mandem a seguinte mensagem ao Ministerio Publico de 
Goias (VAMOS INUNDA-LOS COM EMAILS!!! Enderenco: gabinete@mp.go.gov.br)


Eu, ____NOME_____, manifesto meu repudio e indignação diante dos fatos 
divulgados pelos meios de comunicação e internet sobre crime contra um 
animal ocorrido na cidade de Formosa (GO). Um vídeo comprova o delito ao
mostrar cenas de maus-tratos a um cachorro da raça Yorkshire, que teria morrido em função das graves agressões de que foi vítima.


Além dos atos cruéis e brutais contra um animal indefeso, as imagens 
mostram uma mulher agredindo o cão na frente de uma criança, um 
agravante passível de enquadramento com base no Estatuto da Criança e do
Adolescente (ECA).

No exercício genuíno da cidadania e no 
âmbito da lei 9605/98 – Lei de Crimes Ambientais conclamo este 
Ministério Público a fazer cumprir a lei de forma exemplar e que a 
culpada venha a responder por esse ato infame.

Atenciosamente,
_____NOME______
VEJA O MEU IMAIL..

"


Caso Yorkshire - LUTO - Mais uma IMPUNIDADE

G1

Enfermeira que espancou cão 

em GO não será presa



O delegado Carlos Firmino Dantas, de Formosa (GO), disse hoje que a enfermeira Camila Corrêa Alves de Moura Araújo dos Santos, de 22 anos, será julgada por maus-tratos e exposição da filha a constrangimento no caso de espancamento e morte da cadela Lana, da raça yorkshire.
A pena prevista para os dois crimes deve resultar em 1,5 ano de detenção, garantiu o policial. O inquérito será encerrado em 10 dias e enviado à Vara Criminal do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO), em Formosa, na primeira semana de 2012.
"A enfermeira não será recolhida ao cárcere, não terá restrição de liberdade, mas deixará de ser ré primária", avaliou o policial. "Isso significa que ela ficará limitada ao pagamento de cestas básicas ou prestação de serviços à comunidade", disse o delegado Carlos Firmino Dantas.
A previsão de pena branda, explicou ele, deve-se a três razões básicas. A enfermeira colaborou com as investigações, todos os seus vizinhos a apontaram como uma pessoa "boa" e "tranquila". E, após entrevista dada por ela na porta da delegacia, ocorreram manifestações públicas favoráveis a ela. "Nem a vizinha (Vera Lúcia Maria da Silva) que a denunciou disse o contrário em depoimento na delegacia", frisou o delegado.
Pressão
A questão central após o caso, acredita Carlos Firmino, será uma mudança na lei. Assim, maus tratos a animais deixaria de ser "contravenção penal", punível por meio de prisão simples ou multa, e passaria a ser crime em que o infrator está sujeito à reclusão ou detenção.
O espancamento do yorkshire atraiu atenção mundial. Somente no 1o. DP de Formosa foram recebidas cerca de 1.000 mensagens de países como Canadá, Itália, Alemanha e Estados Unidos. As imagens do espancamento já tiveram mais de um milhão de acessos.
Gilson Afonso Saad, advogado da enfermeira, acredita em reversão no caso enquanto delimita a responsabilidades. "Ela vai responder na Justiça pela violência", diz. "Mas, vai responder na medida de sua culpabilidade; não fugirá às responsabilidades", afirmou.
A Policia Civil garantiu, hoje, que não pedirá autópsia do cão, mas ouvirá, nesta quinta-feira, o médico e marido da enfermeira. Também decidiu juntar ao processo um segundo vídeo, entregue à Policia. Gravado por Vera Lúcia Silva mostra a agonia e morte da cadelinha.
Nas imagens, a cadelinha desacordada foi deixada na área comum do prédio. Mais tarde, foi recolhida pelo marido de Camila. Três policiais militares e um Bombeiro, presentes no local, relataram em depoimento hoje ser impossível salvar a yorkshire.
Nota:
"A enfermeira colaborou com as investigações" - Então eu posso matar à vontade, desde que eu colabore com a Justiça?
"todos os seus vizinhos a apontaram como uma pessoa "boa" e "tranquila" - E se o assassino de Realengo estivesse vivo? Os vizinhos disseram que ele era uma pessoa extremamente tranquila!
"após entrevista dada por ela na porta da delegacia, ocorreram manifestações públicas favoráveis a ela" - Ora, pagando bem, que mal tem? Até de graça, pessoas do nível dela seriam favoráveis! E as manifestações públicas e pela internet contra ela, milhares de pessoas de bem que pagam seus impostos e só clamam por Justiça? Crianças, Jovens, Adultos e Idosos que choraram de verdade e se manifestaram contra uma Assassina de Animais e na frente da própria filha de 2 anos de idade! Que tipo de consideração é essa?
"Nem a vizinha (Vera Lúcia Maria da Silva) que a denunciou disse o contrário em depoimento na delegacia", frisou o delegado - Sr. Delegado, se a Vizinha que denunciou o caso já corre risco de ser processada graças a esta Lei absurdamente falha, já tenha se exposto e acabou sofrendo as consequências por sua coragem e sede por Justiça, o que mais pode se esperar? O que mais podemos esperar caros leitores revoltados com esta situação?
"após o caso, acredita Carlos Firmino, será uma mudança na lei"É bem provável que não estejamos aqui se isso vier a acontecer um dia, depois de tantos casos cada vez mais cruéis e envolvendo até crianças, o que esperar de mudanças na Lei se depende de políticos corruptos? Eles não vão ousar "ferrar" a se mesmos, seria cortar a própria garganta dentro de uma piscina de dinheiro!
A JUSTIÇA deste País não existe,  sabemos, mas mudanças radicais não começarão com Camila Correa, esta está livre também de seus erros, absorvida como quem apronta hoje e vai se confessar ao padre amanhã, para no dia seguinte cometer mais erros, simples! 
Cidadãos comuns, que se comoveram com o triste fim do pequeno e indefeso yorkshire, protetores de animais que em sua maioria salvam a vida de inúmeros animais abandonados ou que sofrem o que o cãozinho sofreu, e por este ato maravilhoso não recebem uma ajuda sequer de seu município, voltam novamente a chorar e lamentar por mais uma IMPUNIDADE!
Camila Correa, assassina, terá um Natal feliz ao lado do marido e dos filhos, poderá adotar cães livremente, enquanto as pessoas de bem, que nunca cometeram um só crime que não fosse o desejo por JUSTIÇA, terão um Natal de IMPUNIDADE, embora com a família e os filhos, a sensação de que ser bom é sofrer, assim como sofreu a Yorkshire, o Titã, a Jade,o Lobo...
Só nos resta sonhar ou nos tornar assassinos e ser preso com Pena pequena só se matar uma pessoa, já que animais dá CESTA BÁSICA!
Finalizando a indignação com este comentário de Luiz Carlos Prates




MATÉRIA PASSADA:


Enfermeira não terá registro caçado - caso Yorkshire




Caso yorkshire: Enfermeira Camila dá entrevista de costas



Caso Camila: Imagens Inéditas no Domingo Espetacular




Caso enfermeira Camila: Policial dá entrevista revoltante - "Então como não foi feito flagrante delito"


Camila recebe escolta policial - Enfermeira assassina



Enfermeira assassina Camila Corrêa usa depressão como defesa



Agora é Oficial: Mulher espanca e mata seu Yorkshire