...

B. O. ANIMAL

Página de Registros, o Blog B.O.Animal ajuda a denunciar e arquivar casos testemunhados por Protetores e Simpatizantes da Causa Animal para não se deixar esquecer dos agressores (nem sempre punidos) e cúmplices de maus tratos e ocultação da verdade. Além de oferecer matérias importantes e interessantes sobre a vida animal, saúde, idade, alimentação, receitas caseiras, tirando dúvidas entre leitores sobre tratamentos e socorros!

Demos o primeiro passo, buscamos apoio e lutamos por Justiça às Vítimas, fatos que foram testemunhados e registrados por Protetores e Simpatizantes da Causa Animal são divulgados e arquivados, não conheceríamos os três maiores criminosos de outra forma: CAMILA CORREIA, DALVA LIMA DA SILVA e CLÁUDIO CÉSAR MESSIAS.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Chineses obrigam cavalos a lutarem entre si


Chineses obrigam cavalos a lutarem entre si durante celebração de colheita.



Lutas entre cavalos ocorreram em Gulongpo. (Foto: Long Tao/Xinhua/AP)
Chineses promoveram lutas entre cavalos na terça-feira (13) em Gulongpo, na região de Guangxi Zhuang, como parte da celebração da colheita.
As competições cruéis são realizadas anualmente no dia 16 do primeiro e do oitavo meses do calendário lunar.
Fonte: G1
Nota da Redação: Celebrar qualquer coisa que seja com violência é um ato primitivo que o ser humano já deveria ter abolido de sua natureza. Animais não existem para servirem aos interesses humanos, e muito menos para serem maltratados e coisificados. Comportamentos retrógrados como esse mostram o grau de decadência e involução em que se encontram ainda muitos da raça humana.

Touro arrasta homem no México

Touro atinge homem no abdome e o arrasta em arena no México

É uma boa notícia para Protetores de Animais e pessoas contra este tipo de festival perigoso e sangrento!
Touro atinge o ajudante do toureiro no abdome logo após entrar na arena, em Guadalajara, no México. Salvador Hernández, 60 anos, foi arrastado por vários metros e sofreu ferimentos graves no fígado, intestino e pulmão. O homem está internado e seu estado de saúde é considerado muito grave. O incidente ocorreu no domingo, mas as fotos foram divulgadas nesta segunda-feira  Foto: EFE
Touro atinge o ajudante do toureiro no abdome logo após entrar na arena, em Guadalajara, no México. Salvador Hernández, 60 anos, foi arrastado por vários metros e sofreu ferimentos graves no fígado, intestino e pulmão. O homem está internado e seu estado de saúde é considerado muito grave. O incidente ocorreu no domingo, mas as fotos foram divulgadas nesta segunda-feira.

Salvador Hernández foi levado ao hospital e seu estado de saúde é considerado muito grave  Foto: EFE

Salvador Hernández foi levado ao hospital e seu estado de saúde é considerado muito grave.



Acordo quer fim de pesquisa com animais



O Brasil terá o primeiro centro da América do Sul preparado para desenvolver métodos alternativos para validação de pesquisas que não usam animais em fase de teste. A unidade foi criada a partir de um acordo de cooperação assinado nesta terça-feira, no Rio de Janeiro, pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
De acordo com a vice-diretora de Pesquisa e Ensino do INCQS, Isabela Delgado, o processo de validação é caro e demorado. Com a criação do centro - que se chamará Centro Brasileiro de Validação de Métodos Alternativos (Bracvam) - será possível validar metodologias de pesquisas que já foram reconhecidas em países da Europa e pelos Estados Unidos, substituindo ou reduzindo o número de animais utilizados em testes sobre a qualidade de vacinas, por exemplo.
"Vamos incorporar essas metodologias por meio de um processo que a gente chama de validação por captura. Vamos avaliar o que já foi validado lá fora e incorporar. Existem situações em que temos as particularidades brasileiras, como controle de qualidade de produtos biológicos, tais como o soro antiofídico. São espécies de serpentes que só existem no Brasil. A gente vai precisar desenvolver metodologias e validar essas metodologias no contexto nacional, que também é uma atribuição do centro, mas a médio prazo", explica.
A pesquisadora afirma que já existem, no Brasil, o processo de desenvolvimento de tecnologias e os grupos que estudam alternativas e a aceitação regulatória desses métodos. "De maneira organizada, vamos trabalhar os dados e organizar grupos de pesquisas para que novas metodologias sejam fomentadas e passem a ser métodos oficiais", disse.
Pelo documento assinado nesta terça-feira, fica garantida apenas a criação do Bracvam, mas não há qualquer previsão de orçamento inicial, o que impede uma estimativa sobre os primeiros resultados das pesquisas. Ainda assim, Isabela informou que alguns órgãos já sinalizaram apoio ao funcionamento do centro, com recursos financeiros, entre eles o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), vinculado ao Ministério de Ciência e Tecnologia, que deve destinar cerca de R$ 700 mil ao centro.

Fonte:

leia também: 
50 Conseqüências Fatais de Experimentos com Animais
http://www.apasfa.org/futuro/50_consequ.shtml