...

B. O. ANIMAL

Página de Registros, o Blog B.O.Animal ajuda a denunciar e arquivar casos testemunhados por Protetores e Simpatizantes da Causa Animal para não se deixar esquecer dos agressores (nem sempre punidos) e cúmplices de maus tratos e ocultação da verdade. Além de oferecer matérias importantes e interessantes sobre a vida animal, saúde, idade, alimentação, receitas caseiras, tirando dúvidas entre leitores sobre tratamentos e socorros!

Demos o primeiro passo, buscamos apoio e lutamos por Justiça às Vítimas, fatos que foram testemunhados e registrados por Protetores e Simpatizantes da Causa Animal são divulgados e arquivados, não conheceríamos os três maiores criminosos de outra forma: CAMILA CORREIA, DALVA LIMA DA SILVA e CLÁUDIO CÉSAR MESSIAS.

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

12 de Outubro - Dia Das Crianças e Animais de Presente


O dia Das Crianças é uma data marcante para os Pais pois é preciso fazer a escolha certa do brinquedo que seu filho quer ganhar! A maioria das crianças preferem Vídeo Games, Bicicletas e Bonecos eletrônicos. Mas ainda há crianças, muitas delas sendo filho único e desejam ter um animal de estimação para não se sentirem sozinhos.

É importante lembrar que Animal não é Brinquedo, embora o mercado de Fabricação de Animais para a venda não entenda isso, uma vez que lucram encima de frágeis vidas indefesas, explorando e torturando até a morte animais e depois descartando na própria lixeira da Fábrica, muitos ainda vivos!

Então, antes de comprar um animal em Pet Shop, lembre-se que além de estar financiando a Tortura dos Animais causada pelas Fábricas, também está deixando de adotar um cão abandonado a espera de um Lar enfim, de verdade, onde possa demonstrar todo seu carinho, amor e fidelidade ao Dono! 

Canis, CCZ's e ruas da sua cidade estão lotadas de Animais, todos com histórias mais tristes que outras, muitos morrem sem conhecer o lado bom da vida. Adotar de Canis e CCZ's é dar chance a um Animal por Direito e ceder o espaço a outro que ainda se encontra nas ruas de todo País. Além disso, as Feiras de Adoção tratam os animais, não deixando faltar banho, tosa e vacinações em dia!

Mas não basta apenas adotar. Deve-se lembrar das das visitas que o Animal deve fazer ao menos 2 vezes por ano, os passeios e outras formas de atenção que o animal deve receber. Sem esquecer as férias que a família tira para viajar, é preciso levar o bichinho também ou deixá-lo aos cuidados de um responsável até a volta! Muitos animais são abandonados por falta de planejamento no Lar! Outras vezes apenas pelo fato de o responsável não entender que animais não distinguem o certo do errado, que sapato jogado no chão é um brinquedo. É preciso educar, ensinar as regras da casa, sem deixar faltar a água, a comida, o brinquedo e a área para as necessidades do Animal! Criar um animal no Lar não é nada impossível, não tem segredo, apenas responsabilidades normais.


Enfim, cuidar de um Animal é cuidar de sua própria Vida!



A importância dos animais de estimação

Ninguém tem dúvidas que os animais domésticos são grandes companheiros e fazem muito bem a todos (tanto crianças como adultos). No caso dos adultos, principalmente aqueles que vivem sozinhos, os animais são como um membro da família, compensando as necessidades de afeto e atenção que só os animais nos sabem dar. Para as crianças, além de companheiros leais a todas as horas, os animais também servem para ajudar a criança a aprender as coisas do dia-a-dia, pois mostram de forma acelerada as principais fases da vida (nascer, crescer, adoecer, sofrer acidentes, cuidar de si, morrer). Como estas fases são mais aceleradas nos animais a criança acaba por conhece-las através deles. Além disso, os animais ajudam a criança a desenvolver o sentido da responsabilidade, visto que precisam de constantes cuidados. Num estudo feito por Robert Bierer constatou-se que as crianças, principalmente com idade entre os 10 e os 12 anos, que tinham animais possuíam maior empatia e auto-estima. Os animais de estimação também ajudam a diminuir os estados de ansiedade, tédio e medo e desenvolvem uma melhor capacidade de integração e uma melhor concentração na escola. Um fator importante na escolha dum animal de estimação é o facto da pessoa que o adquire ter alergias (como asma, bronquite, etc.). Se assim for, a pessoa deve optar por uma animal que não desencadeie energias, como por exemplo, um aquário com peixes ou uma tartaruga. Outro fator importante é a idade das crianças que irão conviver com o animal. Apesar de cada criança ter o seu próprio ritmo de amadurecimento, a idade apropriada para ter o seu primeiro animal de estimação é a partir dos seis anos. Nesta idade a criança já está familiarizada com a escola, já é mais sociável, possivelmente já compreenderá as suas responsabilidades em relação ao seu animal, ou seja, compreenderá que não o pode maltratar e que deve ter cuidados com a sua higiene e alimentação. Quando um casal já tem um animal de estimação e a mulher engravida, deverá haver treino de adaptação do animal à gravidez e, posteriormente, à chegada do bebé, pois os animais também podem não gostar de partilhar a atenção, podem sentir-se rejeitados, etc. Após o nascimento da criança deve haver sempre um adulto supervisionando as brincadeiras, pois o animal pode morder ou arranhar a criança sem querer principalmente quando esta começa a gatinhar e/ou a andar. Também se deve ter cuidado com a criança em relação ao animal pois ela pode magoar o animal devido ao facto de ainda não ter maturidade para lidar com ele. Os cães são muito brincalhões e adaptam-se facilmente às crianças, mas necessitam de tomar banho uma vez por semana e sair para passear no mínimo uma vez por dia, mesmo que a caminhada seja curta. Por isso deve-se ter em consideração se a pessoa que irá ficar com o animal tem possibilidades de lhe proporcionar o tratamento que precisa. Os gatos têm uma melhor higiene, são praticamente independentes, aprendem sozinhos a usar a caixa de areia, lavam-se diariamente com a língua e isso faz com que apenas precisem de tomar baixo uma vez por mês (na altura do banho também dever ser cortadas as unhas e caso não o saiba fazer o melhor é levá-lo a um veterinário). Pode-se então concluir que, apesar do trabalho e da constante atenção que os animais necessitam, somos sempre recompensados, pois eles proporcionam-nos alegria, companhia, lealdade, e muito mais que só os nossos amigos animais sabem dar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário