...

B. O. ANIMAL

Página de Registros, o Blog B.O.Animal ajuda a denunciar e arquivar casos testemunhados por Protetores e Simpatizantes da Causa Animal para não se deixar esquecer dos agressores (nem sempre punidos) e cúmplices de maus tratos e ocultação da verdade. Além de oferecer matérias importantes e interessantes sobre a vida animal, saúde, idade, alimentação, receitas caseiras, tirando dúvidas entre leitores sobre tratamentos e socorros!

Demos o primeiro passo, buscamos apoio e lutamos por Justiça às Vítimas, fatos que foram testemunhados e registrados por Protetores e Simpatizantes da Causa Animal são divulgados e arquivados, não conheceríamos os três maiores criminosos de outra forma: CAMILA CORREIA, DALVA LIMA DA SILVA e CLÁUDIO CÉSAR MESSIAS.

terça-feira, 14 de maio de 2013

Mulher ensina Filho a torturar seu Cão de estimação - RS


Justiça ao Rossi


A agressão dos donos a um cachorro da raça poodle postada na internet provocou comoção nas redes sociais durante o final de semana e diversos desdobramentos nesta segunda-feira. Diante da revolta dos vizinhos, a família doou o animal ao subsíndico do prédio onde mora, na zona norte de Porto Alegre, e sumiu do local. 

Conselheiros tutelares anunciaram que vão analisar o caso e podem até pedir medidas de proteção às crianças, tanto por estarem sendo ensinadas a maltratar os bichos quanto por serem possíveis vítimas de violência praticada pelos pais.
As imagens foram filmadas na sexta-feira, 10, e mostram uma mulher e um garoto chutando o cãozinho contra a parede da varanda de um apartamento. A mãe chega a orientar o filho a "não tratar bem" e a "bater" nos bichos que encontrar na rua. 

O garoto parece aprender rapidamente o ensinamento. Além dos chutes, pega o animal com as mãos para atirá-lo ao chão com força. Os vizinhos perceberam o choro do poodle e um deles gravou as cenas, postado discretamente em um andar superior.

Depois de ver o cachorro desacordado, a própria mulher pediu ajuda a um porteiro. Posteriormente, a família entregou o animal ao síndico. O cão foi submetido a exames, que comprovaram que não sofreu fraturas. Na volta ao prédio, foi adotado pelo subsíndico e ganhou o nome de Rossi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário