...

B. O. ANIMAL

Página de Registros de Denúncias, Notícias e Informações da Causa Animal.

quarta-feira, 15 de maio de 2013

'Ela está arrependida', afirma marido de mulher que agrediu cão no RS

'Ela está arrependida', afirma marido de mulher que agrediu cão no RS

Homem não quis se identificar e diz que sofre ameaças desde sexta (10).
'Não cometi crime algum. Vamos continuar vivendo normalmente', diz.

Do G1 RS
Homem diz que sofreu ameaças por e-mail e por celular (Foto: Reprodução/RBS TV)Homem diz que sofreu ameaças por e-mail e por celular
(Foto: Reprodução/RBS TV)
Ao levar a esposa para prestar depoimento à polícia nesta terça-feira (14), o marido da mulher que foi filmada agredindo um filhote de poodle na última sexta (10) disse que a família está arrependida pelo fato e preocupada com a exposição do filho na imprensa. O homem de 46 anos, que pediu para não ser identificado, revelou que não pretende se mudar do condomínio onde o vídeo foi registrado.
Ele afirma que a família vai continuar vivendo normalmente, mesmo assustada com as ameaças sofridas desde que o vídeo foi publicado.
“Fiquei muito bravo com ela. O país inteiro ficou. Mas nós frequentamos a igreja, somos evangélicos, nunca passamos por isso. Houve muita exposição dos meus filhos. Ela vai assumir, já está arrependida”, declara o marido. “Creio que a denúncia deveria ser feita mesmo e ficar com a Justiça. Eu não cometi crime algum, vamos continuar vivendo normalmente, não temos por que nos mudar. Foi um fato isolado”, diz.
Ele diz ainda que sua mulher passará por exames para comprovar que não usa drogas. “É difícil. Vamos procurar assistência psicológica e ela vai fazer exames para provar que não usa mais drogas”, explica.
Mulher presta depoimento
A antiga dona do filhote se apresentou à polícia nesta terça para prestar depoimento. Ela chegou acompanhada dos filhos e do marido pouco depois das 9h à sede da Delegacia de Polícia para Crianças e Adolescentes (Deca) e está sendo ouvida pelo delegado Andrei Luiz Vivan.

A mulher estava sendo procurada pela Polícia Civil desde a segunda-feira (13), mas não havia sido encontrada. Segundo o delegado, o caso é investigado inicialmente pelo Deca pois também existem suspeitas que ela praticava agressões contra os filhos. No decorrer da investigação, o delegado Leandro Cantarelli Lisadro, da Delegacia para Criança e Adolescente Vítima (DPCAV), assumirá o caso.
As imagens gravadas por um estudante mostram a mulher e o filho agredindo o animal, um filhote da raça poodle, em um condomínio na Zona Norte da capital gaúcha. O animal desmaiou e foi resgatado na última sexta-feira (10) pelo subsíndico do condomínio, Bruno Campelo. O cão foi levado por ele e pelo síndico até uma clínica, onde passou por exames e foi medicado. No domingo, ele já estava bebendo água e se alimentando sozinho.
Em determinado momento do vídeo, a mulher que agrediu o filhote diz a um de seus filhos: "Todos os cachorros, todos os bichos que tu vês na rua a gente não trata bem. A gente vai e bate".
Cãozinho tem novo dono e passa bem
O filhote de poodle batizado de Rossi passa bem depois da agressão (Foto: Fernando Lopes/G1)
O filhote de poodle batizado de Rossi passa
bem após agressão (Foto: Fernando Lopes/G1)
Adotado pelo homem que o resgatou, o filhote Rossi recebeu a primeira vacina nesta terça-feira (14). Recuperado, ele já corre normalmente e brinca com a filha do novo dono, Bruno Campelo.
"Ele está começando a viver uma nova vida", afirmou Bruno ao G1, em visita à RBS TV nesta terça. Rossi ficou em uma clínica veterinária durante um dia e meio, quando a veterinária o liberou para ir para casa. No apartamento novo, o filhote se alimenta com ração específica e brinca com os moradores. "Ele ficou meio tímido no início, depois começou a se soltar. Tenho uma filha de 1 ano e 3 meses, a Bruna. Ela brinca muito com ele, tem hora que ele exagera na mordida e ela sai correndo, mas volta a brincar, faz um carinho", conta.


Mulher ensina Filho a torturar seu Cão de estimação - RS



Matéria G1: http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2013/05/ela-esta-arrependida-afirma-marido-de-mulher-que-agrediu-cao-no-rs.html


.

2 comentários:

  1. É provável que ela esteja arrependida pelo transtorno que isso causou a ela e não pelo trauma causado ao animal. É extremamente vergonhoso e constrangedor para um evangélico como eu ouvir um marido dizer sem rodeios que a mulher é evangélica. Atenção pessoal! A igreja não tem culpa se certas pessoas de alma tão cruel usam o nome de Deus como disfarce. Triste demais.

    ResponderExcluir
  2. O homem bom cuida da alma do seu animal, mas a misericórdia dos iniquos é cruel PROV 12:10

    ResponderExcluir