...

B. O. ANIMAL

Página de Registros de Denúncias, Notícias e Informações da Causa Animal.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Caso do Gato Plastificado chega ao MP Federal


Caso do gato maltratado no Facebook chega ao MP Federal

18 de novembro de 2011


(da Redação)


A foto de um filhote de gato enrolado em fita adesiva, postada no Facebook e noticiada pela ANDA, gerou revolta e mobilizou dezenas de ativistas e pessoas indignadas com a perversidade do ato contra o pequeno e indefeso animal.
A crueldade sofrida pelo gatinho configura um crime de maus-tratos, previsto na lei 9.605, artigo 32, (material escrito, imagens ou qualquer outro tipo de representação de ideias ou teorias que façam apologia, promovam e/ou incitem terceiros a praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos).
Depois de saber do caso, a ativista em defesa dos animais e colaboradora da ANDA, Marli Delucca reuniu todas as provas – um print-screen de tela do perfil Felipe Conan, e de suas postagens em seus vários perfis, antes que fossem apagadas. Tendo garantido as provas e os links, enviou a denúncia ao Ministério Público de São Paulo, que entendeu que o fato se configura como um ato criminoso e encaminhou o caso para o Ministério Público Federal.
O promotor de justiça, Dr. Fernando Pastorelo Kfouri,assessor do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça Criminais, respondeu em ofício que “No julgamento do CC nº 111338, o E. Superior Tribunal de Justiça reconheceu que, quando o crime é praticado por meio de sites como Orkut, Youtube etc., a probabilidade de que o delito adquira contornos de transnacionalidade é suficiente para, nos termos do artigo 109,CF, atrair a competência para o julgamento para a Justiça Federal. Encaminhe-se, pois, ao Ministério Público Federal.”.


Caso Preta
Em 09/03/2005, a maldade de três jovens universitários da cidade de Pelotas (RS) resultou na morte cruel e sofrida da cadela Preta e seus filhotes.Eles amarraram a cadela preta grávida ao para-choque do carro e a arrastaram por cinco quarteirões. A violência foi registrada somente um mês depois da morte dela. Talvez porque o remorso das pessoas que presenciaram a mutilação do pobre animal e de seus bebês em pedaços pelo asfalto, não os deixassem em paz. Se eles tivessem agido ao primeiro sinal, Preta e seus bebês não teriam sido mortos.

Precisamos coibir e exigir punição ao primeiro ato de qualquer tipo de humilhação ou descaso contra os animais, antes que sejam vitimados pela maldade humana.

Leia Matéria Passada: 

Homem posta foto de gato plastificado: http://boanimal.blogspot.com/2011/11/homem-posta-foto-de-gato-plastificado.html

Um comentário:

  1. amarra o saco desse otario. ai ele vai ver como que é bom. cretino.

    ResponderExcluir